WINECOACHBR

http://www.winecoachbr.com
por Breno Raigorodsky

Artigo do Le Monde- Cruzes-hermitage

(3 semanas atrás) - http://www.lemonde.fr/m-perso/article/2018/01/29/crozes-hermitage-le-bon-gout-en-heritage_5248480_4497916.html LE MONDE | 29.01.2018 à 06h47 • Mis à jour le 29.01.2018 à 09h02 | Par Ophélie Neiman Tradução livre e não autorizada...

Crescimento de exportação dos espumantes italianos. Fonte Sindicato Agrícola Coldiretti.

(1 mês atrás) - Tradução livre e não autorizada de artigo da Revue du Vin de 03/01/2018. As exportações de vinho italiano atingiram números inéditos de 6 bilhões...

CLAQUETE 5

(1 mês atrás) - – Agghhhh, que vinho ruim. Você não podia ter trazido algo melhor? Foi assim que fui recebido e gozado num jantar em pizzaria que...

10 anos de Vinci. Veni,vidi,vici?

(4 mêss atrás) - A Vinci nasceu oficialmente, porque a Mistral não queria descartar certos produtores que eram concorrentes diretos, a disputar dentro de casa um mesmíssimo nicho...

Saiu na Vinho & Cia.

(4 mêss atrás) - Venho tentando me entender no complexo agro-industrial, econômico, político, histórico, antropológico e social mundo do vinho. O vinho vai do plantar até o setor...

Uma viúva deliciosa

(7 mêss atrás) - Escrevi para a revista VIV de DEZEMBRO – 2007 um artiguinho sobre a Veuve Clicquot. Tratava-se de revista dirigida a gente com mais de...

Ainda VinItaly, agora em versão caseira

(8 mêss atrás) - Os vinhos foram devidamente apresentados em matéria anterior, agora era o caso de prova-los com comida, pois, como venho dizendo, em muitos anos de...

Vinitaly, o caldeirão.

(9 mêss atrás) - Escrevi uma vez que a Itália produzia o pior e o melhor do vinho. Frascati, Lambrusco, Bardolino, Sangue di Giuda, são os contrapontos infernais dos...

Entre a Espanha e Portugal fiquei com os dois.

(10 mêss atrás) - Às vésperas da VinItaly, estudo o que vou querer ver mais de perto. Vinhos que vale trazer para o Brasil, produtores que não estão...

Dona Berta. Um bom Rabigato no meio do Douro

(11 mêss atrás) - Olhando de longe, parecia que tinha descoberto a pólvora, entusiasmado que fiquei com o primeiro Rabigato 100% que pude provar, o Quinta da Mieira...